Google+ Followers

quarta-feira, 24 de junho de 2015

CONSTRUINDO UM REGISTRO DOI E ATIVANDO, UTILIZANDO O SEER/OJS

CONSTRUINDO UM REGISTRO DOI E ATIVANDO, UTILIZANDO O SEER/OJS  

Por Edilson Damasio
Bibliotecário, Doutorando em Ciência da Informação, IBICT/UFRJ, Maringá, Paraná, Brazil
e-mail: edilsondamasio@gmail.com
http://lattes.cnpq.br/2020885565021794
Twitter: @edilsondamasio
Slideshare

O DOI (Digital Objetct Identifier), um link persistente e registro único internacional de publicação on-line, é muito importante, principalmente agora na web 2.0, onde, os textos serão acessados pela quantidade links a eles destinado.

Utilizar o endereço para solicitar a filiação ao CrossRef que enviará por e-mail um contrato (PILA) e demais documentos a ser impresso, preenchido o contrato e enviado para o CrossRef, via encomenda expressa logo entrarão em contato com o login e senha.

Primeiramente precisa-se ser associado ao CrossRef (com uma anuidade), mas agora está mais fácil devido o Convênio ABEC/IBICT, após a associação terá o custo de implementação por artigo, livro, capítulo de livro, e demais documentos on-line, e as faturas são trimestrais.

A inserção dos registros é em XML. Segue a tabela de custos e demais informações. http://www.crossref.org/02publishers/20pub_fees.html

Lembre-se que a associação é institucional, desta forma gerará demanda para todas as publicações da Instituição, e a alimentação tem que ser centralizada. Também pode ser individualizada. Para solicitar a associação deverá ser como Publisher a instituição: http://www.crossref.org/02publishers/22request_mem.html

Todos os registros DOI iniciam-se com o “10”, após ponto “.” mais quatro ou cinco dígitos numéricos denominados este conjunto de prefixo (Ex: 10.4331). Este é único e definido pelo Crossref para uma determinada instituição ou editora. Após a barra “/” terá uma sequência alfanumérica em que os dados serão definidos pelo associado, com informações sobre o documento ao qual está identificado, o controle é individual, este denomina-se sufixo (THE DOI GUIDELINES).

É necessário neste período de criação do sufixo, que tenha uma diferenciação entre eles, mas de preferência que o sufixo tenha informações sobre o título do periódico, volume, número ou até páginas do artigo. A construção e continuidade do padrão adotado no sufixo são de extrema importância, para a identificação do DOI.

No SEER/OJS existe o formato padrão, onde o sufixo é definido pelo título abreviado do periódico em letras minúsculas, “.” Ponto, letra “v” volume e seu número, letra “i” número do fascículo, “.” ponto e numeração única do artigo no sistema (ID). Ex: 10.4333/revminha.v3i1.998. O hyperlink é sempre iniciado com http://dx.doi.org/ Ex: http://dx.doi.org/10.4333/revminha.v3i1.998

Nas versões superiores a 2.3 existe outros formatos para definir o seu número DOI, mas é importante informar que após a barra “/” ou sufixo, é livre para a criação de registros únicos, com qualquer formatos alfanuméricos, símbolos, etc. O software SEER/OJS versão 2, tem um plugin de geração dos registros DOI em XML no padrão CrossRef. No SEER o prefixo é delimitado nas informações sobre os detalhes da revista e sua configuração.

Para isso, seguir os seguintes passos. Configuração, ítem 1.1 - Abreviatura (definir) - ISSN on-line (obrigatório) - inserir o número de prefixo DOI, fornecido pelo CrossRef. - Salvar Configuração, ítem 4.3 - marcar o terceiro ítem Configuração, ítem 4.4 habilitar número de páginas e utilizá-las na publicação - Salvar.

O SEER já estará pronto para gerar o arquivo XML para exportação. Após ser definido a configuração do DOI, após o fascículo ser publicado, deve-se utilizar o plugin de exportação do SEER em XML (Editor gerente/Administração/Exportar) já para o formato adotado no Crossref.

Neste procedimento o sistema solicitará qual fascículo ou artigo deseja exportar em XML e gerará o arquivo pronto com os metadados schema para importação ou upload no sistema do Crossref. Acessar a área de upload do CrossRef http://doi.crossref.org. Após alguns minutos o DOI estará funcionando, Ufah!

Testar na página principal do CrossRef. O CrossRef sempre avisa ao e-mail do endereço de suporte se foi ativado com sucesso, ou se tem erros ou conflitos. Para gerenciar erros e conflitos, tem-se que ter experiência em edição de XML no formato adotado pelo CrossRef .

Boas iniciativas!!! e citem esse post.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caros seguidores, deixem seus comentários,obrigado.