Google+ Followers

terça-feira, 7 de junho de 2011

O futuro e os mobiles / Também notícias do CrossRef

Pessoal, neste post terei duas matérias, uma sobre a utilização de mobiles e tablets. Um exemplo de utilização de celular como modem e no final notícia sobre o primeiro seminário do CrossRef realizado na América-Latina, organizado pela UFSC-BU, onde estiveram colegas do Brasil discutindo os serviços do CrossRef e tirando muitas dúvidas.




O FUTURO E OS MOBILES


Os mobiles (celulares com aplicativos de leitura de textos, mídias, filmes, fotos, entre inúmeros softwares), são utilizado no mundo por 4 bilhões de assinantes e usuários. 1 bilhão de novos celulares são produzidos por ano, respondendo à inovação e necessidaes de nosso tempo pós-moderno.
Os e-readers como o Ipad, Galaxy e demais tablets se enquadram como hardwares muitifuncionais, pois, tem sistemas para leitura de e-books e e-journals entre outros aplicativos, onde, destaca-se o Ipad da Aple.
Esta previsto que em 2020 o mobile será o aparelho de conexão primária para a Internet, pela grande maioria das pessoas (Pew, Dec 2008)
Em 1 ou 2 anos grande parte dos estudantes estarão utilizando smartphones e tablets.
Estas são previsões futuristas que estão bem próximas, mas, estão começando a se mostrar em nossa volta o tempo todo. Sempre tem alguém utilizando seu notebook (com tecnologia 3G) ou modem, seu smartphone e também alguns com o Ipad.


Mobile e sua categoria principal:
- tecnologia em contínuo crescimento
- miniaturização
- conexão para ensino em uma sala de aula, por exemplo,
- flexibilidade
- informal, pessoal e personalizado
- forma de conexão rural à Internet, por exemplo,

Porque os estudantes utilizam mobiles?
- flexibilidade (qualquer tempo e lugar)
- utiliza diferentes estilos de comunicação
- utilizado como suíte de dados
- suporta as necessidades de aplicativos especiais ou específicos, ou seja, não tem limites

Onde estará a mudança?
- está acontecendo neste momento
- os estudantes de agora são e utilizarão no futuro e cada vez mais esta tecnologia
- estamos na era das redes sociais que o mobile insere-se facilmente
- os editores devem estar atentos a esta necessidade dos estudantes e comunidade universitária
- livros e revistas inteligentes, com aplicativos de multimídia terão um grande espaço para crescimento, como exemplos abaixo exemplo para Ipad:

e-book de biologia:


e-book de música:

Fonte: E-books and E-content 2011. Nichyt Whitsed (UCL). The future is mobile.

Não podemos esquecer do sistema operacional Android, que está disponível para ser utilizado em grande parte dos mobiles, a vantagem é que este é mais popular e de fácil acesso a aplicativos freeware. Mas dependem de estudo dos usuários na sua utilização, que tenho certeza não terão dificuldade nenhuma, principalmente a geração que utiliza muito o celular e redes sociais.


IMPORTANTE: Um bom exemplo de estudo que descobri este ano, comprei um celular 3G, com uma linha 2G (pré-pago), pago R$0,50 centavos para navegar por dia (baixa velocidade via WAP). Descobri na página do fabricante do celular, que tem o software suíte para conexão com o Netbook (gerenciar fotos, torpedos, músicas, etc) para sincronização. Conecto o cabo de dados do celular no Netbook, peço uma conexão à Internet pelo software do celular no Netbook, a transmissão é feita via celular em 2G, e Voilà estou navegando na Internet, em qualquer lugar do Brasil.


Algumas pessoas tem necessidade de alta velocidade e podem assinar os planos 3G que são no mínimo R$80,00 mensais para celular, ou adquirir um modem para PC que seria mais uma despesa mínima de R$70,00. Mas para a minha necessidade mostrada anteriormente está ótimo. Mas todo celular conecta em planos 2G, e melhor, pode ser modem também, se bem estudado como ele se conecta, mas depende de software de conexão com o PC e habilitar a conexão apn.
Fonte: Eu!




EVENTO DO CROSSREF NO BRASIL    




Evento organizado pela BU - UFSC e CrossRef no dia 26 de maio.
O principal convidado foi o Diretor executivo do CrossRef Ed Pentz, que fez apresentação dos produtos e serviços oferecidos aos associados e respondeu à diversas perguntas de participantes de todo o Brasil. O CrossRef é hoje a principal agência de implementação do DOI (Digital Object Identifier) do mundo, com 96% destes registros. A UEM-Universidade Estadual de Maringá é associada e pioneira na implementação em grande quantidade institucionalmente, que desde 2008 tem mais de 3000 DOI´s ativados em seus periódicos, sendo a pioneira no Brasil em implementação de DOI´s para eventos. Participei na coordenação da mesa no período da tarde, onde teve a participação também da UEM, IBICT, Capes, SciELO, Cubo e UFSC.
O evento foi transmitido ao vivo pela TV-UFSC, os vídeos serão disponibilizados pela equipe da BU da UFSC.